Muitas medidas, um resultado claro: mais eficiência.

Com o novo Atego chega uma série de medidas técnicas, com as quais pode trabalhar de forma especialmente económica no setor da construção e já a pensar no futuro. Com um consumo reduzido. E com custos de operação baixos – ao longo de toda a vida útil.

Para que se desloque no setor da construção de forma ainda mais económica e rentável, o novo Atego foi consequentemente concebido de forma a cumprir as suas tarefas de forma especialmente económica.

Exemplo disso são os novos motores, que cumprem já hoje de série a norma de emissões Euro VI que entra em vigor em 2014. Estes económicos motores de 4 e 6 cilindros em linha caracterizam-se não só por um consumo especialmente reduzido, mas também pela sua elevada fiabilidade. Para o consumo reduzido contribuem também consumidores suplementares de consumo reduzido, a caixa automatizada Mercedes PowerShift 3 e configurações otimizadas da cadeia cinemática. Além disso, o FleetBoard® EcoSupport de série integrado no painel de instrumentos apoia o condutor num modo de condução de consumo otimizado. Para custos de operação reduzidos contribuem também intervalos de manutenção mais longos, a longa vida útil de muitos componentes, bem como a construção do Atego, que facilita a reparação e a manutenção.

Uma outra característica do novo Atego que também ajuda a poupar desde o início: a sua conveniência de carroçarias ainda mais melhorada. E o sistema de travões eletrónico de série com ABS, ASR e bloqueio de rolamento em marcha atrás também proporciona uma elevada eficiência na travagem.*

Além disso, assistências e serviços Mercedes-Benz disponíveis como opção que aumentam a eficiência, como FleetBoard® e CharterWay, dão também o seu contributo para custos reduzidos e mais rentabilidade no setor da construção. Para que o novo Atego traga sempre consigo aquilo de que precisa hoje e no futuro: mais eficiência.

* Não disponível em conjunto com tração integral.