O processo de design decorre em estreita colaboração com departamentos de investigação, desenvolvimento e produção.

Tudo começa com uma ideia e um esboço.

Tudo começa com uma ideia e um esboço.

O processo de design inicia-se sempre com uma ideia, seguida de um esboço. Ideias que até então existiam apenas na cabeça do designer tornam-se visíveis, seja no caderno de esboços ou no ecrã.

Da multitude de esboços criados, são escolhidos os melhores e mais promissores, que são depois executados com base em parâmetros geométricos, de modo a que as proporções, as dimensões e o grafismo criem uma imagem coerente.

O caminho até ao primeiro protótipo.

Um modelo detalhado em argila permite experienciar a ideia de design em três dimensões.

O caminho até ao primeiro protótipo.

Para poder avaliar o efeito espacial efetivo, alguns projetos selecionados são representados como modelos detalhados em argila na escala de 1:4 e também de modo virtual, através de dados que podem ser visualizados através da Powerwall – uma parede de projeção enorme, na qual os designers podem contemplar e analisar os seus projetos de diversas perspetivas.

É possível imaginar o automóvel na dimensão certa e, com um clique, alterar a geometria, a cor e a textura, entre outros parâmetros. Ambos os métodos têm as suas vantagens, embora o mundo virtual não consiga, até hoje, substituir a modelização à escala.

Depois de a equipa chegar à decisão final quanto a uma variante, máquinas de calibragem e fresadoras ajudam a criar o primeiro protótipo em tamanho real. Todos os detalhes são executados à mão. O resultado é um modelo ilusoriamente realista, que permite visualizar todos os elementos característicos do novo veículo.

O interior nasce.

O interior é transposto do esboço à escala de 1:1 e desenvolvido de dentro para fora.
Todos os detalhes do modelo em argila são executados à mão.
Os designers de Color & Trim dedicam especial atenção à seleção dos materiais e das cores.

O interior nasce.

Primeiro, o interior é também criado como esboço ou através de rendering. Um modelo em argila à escala de 1:1 permite aos designers experienciarem o desenvolvimento da forma em três dimensões e desenvolverem, em certa medida, a partir do interior, até surgir uma sensação de espaço de estética aprimorada. São construídos vários interiores para apurar que conceito continuará a ser desenvolvido.

Para equipar as superfícies, os designers de Color & Trim selecionam materiais e cores entre centenas de amostras de tecido, pele, madeira e metal. A conjugação do aspeto tátil e das cores é tátil e das cores é recriada e definida em "condições reais" em maquetes à escala de 1:1.

Por norma, todos os elementos de comando e visualização são criados especialmente para o veículo e aperfeiçoados ao máximo.

O fim.

O protótipo é o resultado do processo de design, o qual começou com uma ideia e um esboço.

O fim.

O exterior e o interior são adicionados a um modelo. Como se de um puzzle se tratasse, uma equipa de técnicos especializados monta, à mão, as peças produzidas individualmente para formar um veículo perfeito com todas as características típicas e que se assemelha muito aos veículos de série que serão fabricados posteriormente. E entra em palco uma nova estrela.