Consequências para os clientes.

Certificação uniforme, tributação diferente.

Efeitos sobre os impostos sobre veículos.

Em muitos Estados-Membros da União Europeia, as emissões de CO2 de um veículo constituem, também, a base de tributação – esta questão é da competência dos governos nacionais. No entanto, na maior parte dos países europeus com tributação dependente do CO2, não há decisões vinculativas de como devem ser tributados os veículos certificados segundo o WLTP. Por princípio, os estados-membros da UE podem alterar a tributação até 01.01.2021.

Prevê-se que as emissões de CO2, segundo o processo WLTP, sejam superiores às registadas de acordo com o processo NEDC. Se a fórmula de tributação não for alterada em conformidade, o imposto sobre veículos será superior. 

Consumo otimizado desde o início.

Controlo do consumo através do configurador de CO2.

Com o novo processo de certificação WLTP poderá começar a economizar combustível logo na configuração do seu veículo. Pois a Mercedes-Benz Vans apresenta de forma transparente os valores de emissões de CO2 específicos para cada veículo individual. Assim, ao configurar a viatura, ficará a saber qual o impacto que o equipamento do veículo terá sobre o consumo de combustível.

A massa do veículo pode ser reduzida com recurso a componentes de peso otimizado, como a mola do eixo traseiro em plástico reforçado com fibra de vidro no Sprinter, que reduz o peso do veículo em cerca de 12 kg. Pode otimizar a resistência ao ar, nomeadamente, com um design das rodas tão fechado quanto possível e com peças amovíveis e revestimentos do fundo aerodinâmicos. E a resistência ao rolamento pode ser reduzida, por exemplo, com pneus otimizados. Desta forma, não poderá apenas equipar o seu veículo em termos de funcionalidade e conforto segundo as suas preferências, mas também com o objetivo de alcançar um consumo de combustível tão baixo quanto possível.